Listando a tag

filmes

Sem categoria

Trilhas sonoras

Adoro filmes, falei recentemente de alguns dos meus favoritos no Chá de Comadres que rolou aqui na semana passada (post AQUI). Mas vamos combinar que para o filme ser completo, a trilha sonora tem que colaborar! Amo música e sempre presto muito atenção neste ponto.
Já assisti filmes que a música ficou tão marcada, que quando me lembro do filme, logo bem a música na minha cabeça.
Selecionei alguns músicas de filmes que curti e vou compartilhar com vocês.

#Na Natureza Selvagem#

Essa música é do Eddie Vedder, vocalista do Pearl Jam. As demais músicas, todas, da trilha sonora foram compostas por ele. Vale muito a pena ouvir e, claro, assistir o filme!
#Closer, tão perto, tão longe# 

 

Esse é um dos filmes que eu mais gostei de assistir. Já conhecia a música, How Soon is Now, do Smiths, mas ela encaixou como nunca no filme.
#Comer, Amar e Rezar#

Samba da Benção, cantada por Bebel Gilberto, é linda por natureza, e tem tudo a ver com esse filme que é uma delicia de assistir. Não tem como não se apaixonar e querer viver uma história como a do filme!

E vocês, o que acharam? Tem o gosto parecido com o meu ou totalmente diferente!?

Beijos

Chá de Comadres

Chá de Comadres: 4 filmes incríveis e 1 que é um desastre

E estamos aqui com um Chá de Comadres com o tema: 4 filmes incríveis e 1 que é um desastre.
Lembrando que além do MAS, participam do chá minhas comadres favoritas dos blogs:

Não deixem de conferir, ok!?

Bem, não vou fazer resenhas dos filmes, apenas comentar o por que de eu ter gostado ou odiado tanto! Mas vou ser boazinha e começar com os quatro filmes que assisti e mais gostei! Vamos lá.

4 Filmes Incríveis
Clube de Compras Dallas – É um drama que conta a história de um eletricista (Matthew McConaughey, gato, meu ator predileto), diagnosticado com AIDS no final dos anos 80. além de sofrer co o preconceito, ele começa uma batalha contra a indústria farmacêutica e em busca de tratamentos alternativos, passa a contrabandear remédios ilegais! Ele conta com a ajuda de um travesti (lindamente interpretado por Jared Letto).
Os atores trabalham muito bem, eles colocam emoção em todas as cenas. Chorei em muitas delas, simplesmente pela atuação dos atores. Apesar de triste é um filme lindo, emocionante e vale muito a pena assistir.
Na Natureza Selvagem (Into the Wild) – Sabe aquele filme que você termina de assistir e fica com ele na cabeça o tempo todo. Ele é de 2008 e conta a história, verídica, de um jovem recém-formado que decide viajar sem rumo em busca de liberdade.

Durante a viagem ele conhece pessoas que mudam sua vida e seu modo de pensar. Ele fica um dois anos viajando e decide fazer a maior  das viagens e vai para o Alasca.

As cenas do filme são lindas e a trilha sonora toda feita por Eddie Vedder, o nosso maravilhoso vocalista do Pearl Jam. O filme é muito bom, mas ele choca!

Intocáveis – Chorei, ri… A história de um homem rico que fica tetraplégico e precisa de um cuidador. Aparentemente simples, a história é muito bem contada e te prende do começo ao fim. Quando encontra esse cuidador, um jovem pobre e sem a menor experiência, que aos poucos vai aprendendo a lidar com a função. Ambos ficam amigos, em meios a muitas gafes do cuidador, com cada um conhecendo o melhor do mundo do outro.

Lindo demais. Certamente um filme para ver mil vezes e se emocionar mil vezes.

Dirty Dancing – Sei que é um clássico, mas fui assistir esse filme quase 20 anos que ele tinha sido lançado. Não, não sou de Marte, moro aqui na Terra mesmo, mas nunca tive vontade de ver! Assisti e me apaixonei! A história é linda e te faz querer largar tudo o que está fazendo para simplesmente dançar e ser feliz!
Não preciso contar nem um pouco da história, por que tenho certeza que a maioria conhece.
Ah… a minha paixão foi tanta, que até comprei o DVD e já vi mais de cinco vezes o filme. <3
1 que é um desastre
50 tons de cinza – Podem me julgar, mas eu não li os livros, por pura preguiça, mais fui assistir ao filme e… ODIEI!!!
Achei a história chata, sem graça! Aquela coisa d sempre, um homem problemático, rico e que acha que o mundo gira em torno dos eu umbigo! Sim, achei o ator gatinho? Achei, mas vamos não foi suficiente para me ganhar (sou difícil mesmo kkkk).
Sei lá, prefiro perder meu tempo vendo Debby & Loyde, do que 50 tons de cinza.
*********
E pera ai, que agora vou ler os posts das minhas amigas!
Beijossss e até mês que vem.